Por que Charles Dickens e Thackeray se desentenderam?

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

William Makepeace Thackeray e Charles Dickens foram dois dos mais eminentes romancistas vitorianos de sua geração. Eles se conheciam bem, relacionando-se nos mesmos círculos, mas também eram rivais literários, cujas personalidades e pontos de vista diferentes acabaram levando a uma disputa amarga.

Tanto Dickens quanto Thackeray começaram suas carreiras como jornalistas, mas Dickens foi o primeiro a alcançar fama literária, com a publicação de Os papéis de Pickwick, de1836 a 1837. Outros best-sellers se seguiram, e Dickens se tornou o queridinho da crítica e do público. Thackeray não ganhou fama literária até uma década depois, com Feira das Vaidades, publicado de 1847 a 1848. O próximo romance de Thackeray, Pendennis, foi publicado ao mesmo tempo que David Copperfield, de Dickens, e os críticos começaram a fazer comparações entre os dois autores. Embora Dickens tenha vendido mais romances, Thackeray foi igual em popularidade com os críticos, e Thackeray tornou-se o principal rival de Dickens no mercado da ficção. O Dr. John Brown, amigo em comum dos dois romancistas, observou que Dickens “não podia tolerar o irmão tão perto do trono”. Embora Dickens e Thackeray sempre fossem cordiais, seu relacionamento ficou tenso por causa de pequenas disputas literárias. Amigos e associados partidários atiçaram as chamas até que a relação entre Dickens e Thackeray explodiu em uma disputa amarga em 1858.

Em 1858, Dickens se separou de sua esposa Kate, e ele era muito sensível à opinião pública e privada sobre suas ações. Ele ficou muito chateado quando Thackeray repetiu informações sobre o caso de Dickens com a atriz Ellen Ternan. Um dos protegidos de Dickens, um jovem jornalista chamado Edmund Yates, foi motivado pelos maus sentimentos de Dickens a publicar anonimamente um ataque calunioso a Thackeray na revista Household Words de Dickens. Thackeray teria ignorado esse insulto, mas foi levado ao seu conhecimento que o autor fora Edmund Yates, que era um conhecido e membro de um clube social chamado Garrick Club. Como cavalheiro, sentiu a necessidade de defender sua honra e escreveu uma carta a Edmund Yates, exigindo um pedido de desculpas formal. Edmund Yates mostrou a carta a Dickens, que ajudou Edmund Yates a escrever uma resposta impenitente.

Thackeray também ficou furioso porque Edmund Yates estava escrevendo artigos de jornal sobre algumas das discussões literárias nas quais ele esteve envolvido enquanto estava na privacidade do clube Garrick. Ele finalmente apresentou uma queixa ao comitê do Garrick Club, que se pronunciou para revogar a associação de Edmund Yates. Dickens tentou intervir nos bastidores, mas Edmund Yates perdeu a disputa. Edmund Yates continuou a atacar Thackeray em panfletos e artigos de jornais durante os anos de 1858 e 1859; quando Dickens percebeu que sua própria reputação estava sendo prejudicada, porque muitas pessoas supunham que ele estava encorajando e talvez patrocinando financeiramente Edmund Yates, ele finalmente convenceu Edmund Yates a deixar o assunto de lado. Essa ruptura na amizade de Thackeray e Dickens duraria até pouco antes de Thackeray morrer, em 1863.

Fonte: extraído e traduzido do scblog.lib.byu.edu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezessete + 10 =

Inscreva-se Em Nossa Newsletter

Receba nossas atualizações e leia o melhor da literatura clássica aqui

Explore Mais

Quer conhecer mais e ter acesso exclusivo!

Assine a melhor literatura clássica disponível no Brasil